Buscar
  • Herculano

"VALE MARMITA" DOS VEREADORES DE GASPAR CRIA INDIGESTÃO NA COMUNIDADE. EDIS ESCONDEM O QUE TRAMARAM


Atualização das 12h50mim com o reposicionamento do vereador Cleverson Ferreira dos Santos, PP.


Atualizado às 8h22min. O áudio acima é de ontem à noite. Ele rodou a cidade nos aplicativos de mensagens. Foi gravado por Cleverson Ferreira dos Santos, PP. Ele como integrante da Mesa Diretora - é segundo secretário. Por isso, é também um dos autores do Projeto de Lei que cria o "Vale Marmita" .


O áudio mostrou o imediato alto grau de intoxicação da população, bem como à repulsa dela contra matéria criada na calada da noite na Câmara de Vereadores de Gaspar.


Outro sinal desse alto grau de indigestão contida nessa "marmita" com a conta paga pelos eleitores e eleitoras dos vereadores, muitos deles, sem emprego, em plena braba crise econômica e quando empregados, sem acesso a tal benefício, é a reunião de emergência no gabinete da presidência Câmara. Ela foi convocada ontem a noite para o início desta tarde por Francisco Solano Anhaia, MDB, também autor do projeto.


Anhaia vai conversar com os vereadores sobre a conveniência de se prosseguir no Legislativo com esta matéria tão indigesta. Ainda mais, depois que ela se polemizou antes mesmo da escolha do relator da sessão de terça-feira, o suplente de vereador, Cesário Moretto, PP, filho do saudoso e exemplar educador Olímpio Moretto.


A turma do prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB - que tem um dos maiores salários de Santa Catarina -, e do vice Marcelo de Souza Brick, PSD, que tenta criar mais esse penduricalho na Câmara para os salários dos vereadores, mostra à cidade como está se tornando uma profissão - e rentável - a de político em Gaspar.


E para se desfazer da barbeiragem, pois não contava com a reação organizada, essa mesma turma agora, culpa o PT pelo espalhamento da notícia. Isto tudo, porque o único vereador do partido na Câmara foi o que declarou na sessão passada quando deu entrada ser contra o tal "Vale Marmita". E se este tipo de inventividade fosse adiante, votaria contra.


Tudo bobagem. Estão dando força maior do que tem o PT em Gaspar e assinando em baixo dela.


O que aconteceu de verdade? Houve, naturalmente, uma conjunção de fatores que mobilizou a comunidade, incluindo este blog, para esclarecer mais esta trama dos políticos no poder de plantão. E esta trama urdida nos bastidores políticos do poder de plantão, pode ir exatamente contra as pretensões políticas da dupla Kleber e Marcelo, bem como da cata de votos no ano que vem dos vereadores cabos eleitorais.


Nem mais, nem menos. E botaram o PT na sala como bode expiatório para desviar à atenção dos verdadeiros autores da manobra inventiva legislativa contra a população. É apenas retaliação.


O DESESPERO DE QUEM QUER A MARMITA, MAS NÃO O VENENO DELA


Esse desespero que tomou conta dos vereadores devido à criação por eles, do "Vale Marmita" bem como à repercussão negativa na comunidade e entre os seus próprios eleitores e eleitoras, está expresso no áudio acima do vereador Cleverson.


E é muito fácil dele ser desconstituído. Sobras incoerências. Falta "sustância" nessa marmita narrativa. Até nisso, essa gente se expõe. Então vamos por partes.


Como é que é? Os vereadores não estão sabendo, mas a cidade inteira sabe? Conta outra. Cleverson é membro da Mesa diretora como segundo secretário, atuante, interfere nos processos, faz questão de revelar isso ao seu povo e agora diz que não sabe de nada, que não assinou nada, que foi surpreendido? Como assim?


Mais. Há gravação de vereador que não é da mesa diretora, dizendo que os autores - a mesa diretora - queriam mais. E isso tudo foi discutido entre os da Bancada do Amém! Mentir é pecado, pelo menos na minha religião.


Se é tudo isso que está na gravação do Cleverson, por quê, na primeira frase do áudio ele não enfatizou claramente que é contra, que votará contra e colocasse assim um ponto final na polêmica e se posicionando a cidade, aos cidadãos e cidadãs? Está jogando.


Cleverson é carta desse baralho de erros. Simples assim. Há três semanas, por exemplo, faltou à única sessão ordinária semanal porque estava numa missão religiosa na Amazônia. Se o projeto for aprovado, ele teria mesmo com a falta o benefício integral do Vale Marmita, bem como todos os que saem cedo da sessão e que virou uma prática.


Outra. O relator pode propor a rejeição da matéria? Até pode, mas nos votos e havia suficientes até então na Bancada do Amém, também pode derrubar esta suposta posição do relator.


E o suplente Cesário que quer ficar três meses na ativa, vai enfrentar as digitais neste projeto do mais longevo dos vereadores, José Hilário Melato, PP, bem como do campeão de vezes na presidência da Câmara e de olho mais uma vez nela, o recordista de diárias, Ciro André Quintino, MDB, coincidentemente líder e vice líder do governo Kleber e Marcelo?


Contem outra a seus eleitores e eleitoras, senhores e senhoras vereadores e vereadoras de Gaspar. Admitam que exageraram na dose e no experimento! Que ter uma maioria esmagadora não significa atropelar às circunstâncias e o contexto de sacrifícios de seus eleitores e eleitoras.


Como é que é Cleverson, o evangélico: estão botando os vereadores numa cruz?


Quem criou essa cruz, foram os eleitores, eleitoras, este blog - porque a mídia tradicional e que depende de verbas dos políticos, está quietinha neste assunto (a excessão é, mais uma vez, a Rádio Comunitária Vila Nova) - das mídias sociais, ou os próprios vereadores e a mesa diretora, onde está o próprio Cleverson? Ora se quisesse, poderiam ter abortado - ou nem criado - lá este assunto?


E agora se insiste que ninguém sabia de nada. Vai ver que no fundo, e de verdade, foi o Espírito Santo o guia e autor do PL.


E para finalizar e ampliar à lista de incoerências do áudio de Cleverson advindas do desespero ou da esperteza dos políticos quando colocados sob questionamentos da sociedade. Agora a comunidade só tem direito a se manifestar depois do Projeto aprovado quando não há mais nada o que fazer conta ele? Sim sei! Até nisso perde-se o respeito pela mínima capacidade e inteligência alheia.


Outra que não se sustenta no áudio de Cleverson, a tal suposta averiguação de inconstitucionalidade do projeto.


Para uma Câmara que aprovou matérias inconstitucionais como apontou o Ministério Público, isto é fichinha. E mais do que isso, nas justificativas que assinou como membro autor da matéria pela mesa diretora da Câmara, o próprio Cleverson atestou que o tal "Vale Marmita" em dinheiro, e não em cartão como é para os servidores da prefeitura, dos vereadores não possui vício de origem constitucional.


É prá acabar. Quando a esperteza é demais, ela como o dono, dizia o ex-primeiro ministro do Brasil, Tancredo de Almeida Neves. Acorda, Gaspar!


Atualização das 12h50min. Diante do bafo dos seus eleitores e eleitoras, diante do "esmiuçamento" deste blog nas incoerências do seu áudio, o vereador Cleverson Ferreira dos Santos, PP, em vídeo distribuído no final da manhã, assumiu a parte de culpa neste projeto e retificou seu posicionamento. Agora ele é contra e qualificou como um erro seu permitir que tal matéria fosse apresentada. Louvável.


Entretanto, deixou claro que este Projeto é de gestão anteriores da Câmara. Ora, se é, ninguém teve a cara-de-pau de apresentá-lo. Só o atual presidente e atual mesa diretora da qual ele faz parte assumiram o risco e com desgastem estão voltando atrás.


Mesmo assim, é um avanço e uma vitória da Gaspar acordada, ainda mais num momento tão delicado para a economia.


Atualização das 12h15min. Sem explicação, o vereador Cleverson Ferreira dos Santos, PP, alertado pelas minhas fontes, constatei que ele acaba de retirar da sua rede social, o vídeo citado na atualização das 12h50min


Atualização das 15h55min. Essa gente é muito preparada. E acha que engana a cidade, os cidadãos e cidadãs. O vereador Cleverson Ferreira dos Santos, PP, voltou com o mesmo vídeo que postou e retirou do ar antes do meio-dia. Como o presidente da Câmara, Francisco Solano Anhaia, MDB, que tão logo terminou a reunião, já tinha a nota de arquivamento do PL pronta, Cleverson se preparou para o revés. Todos juntinhos.


Interessante são os adornos que tal vídeo recebeu e por isso se tornou sucesso nos aplicativos de mensagens. Essa gente ainda não percebeu que a Gaspar está acordada.