Buscar
  • Herculano

SUPERANDO A CENSURA E A INTIMIDAÇÃO, PROFESSORA DÁ LIÇÃO EM NOITE TRISTE NA CÂMARA CONTRA A EDUCAÇÃO



O vídeo acima está propositado e inicialmente sem que ninguém apareça na Tribuna Livre da Câmara. Dois microfones aguardam o melhor da sessão.


Ao fundo, todavia, ouve-se, o presidente da Câmara, Francisco Solano Anhaia, MDB, que a comanda com mão de ferro à presidência do Legislativo para o governo de Kleber Edson Wan Dall, MDB, Marcelo de Souza Brick, PSD, e a Bancada do Amém.


Inicialmente, Anhaia tentou vetar a ida da professora do Honório Miranda, Lindair Maria Lanz Favero, graduada em Ciências Sociais e professora de Sociologia no colégio, à Tribuna Livre na sessão de ontem à noite da Câmara.


Depois de foi convencido pelos assessores da Casa de que não haveria como fazer esse impedimento, sem alternativas, Anhaia permitiu a fala dela, sem antes, porém, salientar, como nunca se fez antes, uma advertência - que consta das regras da Tribuna - com cheiro de intimidação.


Por certo, o vereador se comparou ao seu tempo de petista como se a professora fosse uma ativista, ou que a ocupante da Tribuna não tivesse conhecimento para dar o recado de que há gente que pensa autonomamente na escola pública e lastreada em sólidos conhecimento, forma jovens para esses voarem livres e contra políticos marotos que tentam enfraquecer a educação pública, aparelhando-a com curiosos e na ocupação política-partidária.


Não vou me alongar neste comentário. Desnecessário. Os poucos minutos do pronunciamento da professora é algo que toca na alma dos que fizeram escola pública ser qualidade, apesar de todos os percalços, estigmas e com o sacrifício de quem a quer assim. Eu mesmo sou fruto da escola pública de qualidade.


É também um tapa na cara dos vereadores, incluindo ex-alunos do Honório, ex-secretária de educação de Gaspar, filho de expoente da educação em Gaspar.... Eles iniciaram ontem a noite o "enterro" a Moção do vereador Amauri Bornhausen, PDT. Ela pede o afastamento do secretário municipal de Educação, o jornalista de Blumenau, Emerson Antunes, indicado na vaga do PSD de Gaspar, pelo deputado aparentado seu, o evangélico pentecostal, Ismael dos Santos, PSD e pivô de toda esta celeuma.


Adiaram a sua discussão da Moção para a semana que vem. Voltarei ao assunto em outro artigo.


Encerrando. Ou estão com medo da reação da sociedade ao tentar manter no cargo um curioso no assunto e desastrado nas comparações a que ele está obrigado à reparar não na educação pública estadual, mas na municipal onde é o seu secretário, cujo o Ideb de 2017 não deixa nenhuma dúvida de que está com problemas sérios para serem reparados em favor das crianças e jovens. Acorda, Gaspar.