Buscar
  • Herculano

SOLIDÁRIO E COM MAIS BOBAGENS

Na terça-feira passada, o único projeto votado foi o do evangélico Cleverson Ferreira dos Santos, PP. A pedido das igrejas evangélicas neo-pentencostais trocaram a semana oficial de comemoração delas de novembro para outubro. Qual a razão disso? As chuvas que supostamente atrapalhavam os eventos.


Nada contra. Aliás, é assunto bem particular e não de interesse público.


Cleverson, como ele próprio se queixou, foi muito criticado nas redes sociais por esta iniciativa diante de tantas outras prioridades que se há na cidade. Também é do jogo jogado.


E quem apareceu na tribuna em sua defesa na Câmara? Seu vizinho de bairro, e ex-presidente da Casa, Giovano Borges, PSD. Pediu a Cleverson para relevar, pois segundo Giovano se trata de "pessoas desocupadas das redes sociais". Desocupadas, mas eleitores e eleitoras e que por isso mesmo, possuem a liberdade de divergirem. Cada coisa!


E para encerrar. Como escreveu a minha leitora assídua Odete Fantoni, na área de comentários do blog. A Câmara de Gaspar que gasta 3,5% do Orçamento Municipal para fiscalizar o Executivo e não para discutir coisas de Igrejas. "Assunto de igreja deve ser discutido entre os seus fiéis", concluiu ela. E está certíssima. Acorda, Gaspar!