Buscar
  • Herculano

SAMU FOI TERCEIRIZADO EM GASPAR. ESTOU ASSISTINDO DE CAMAROTE


Na semana passada escrevi aqui isto:


Está o maior bafafá na cidade diante da decisão do prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB, do vice Marcelo de Souza Brick, PDS, e de seus “çábios”, em terceirizar o pessoal do SAMU de Gaspar.

Vou assistir de camarote. E por quê?

Os que gritam agora e me pedem para ampliar o bafafá, são os mesmos que estão caladinhos há muito tempo em Gaspar. E a vez deles está chegando.


Bingo. E por que?


O líder do MDB na Câmara, Francisco Hostins Júnior, que já foi secretário da Saúde do petista Pedro Celso Zuchi, ou seja, conhece como poucos este assunto, muito tardiamente, entrou com um requerimento na Câmara para obter "esclarecimentos" do prefeito sobre esta terceirização, como se ele tivesse dificuldades para ter isso informalmente e a qualquer momento, se não foi consultado antes para este tipo de ação.


As informações que pediu são para comparar o custo de hoje com o que fará a Anjos da Vida Saúde, a ganhadora da licitação sem concorrentes. Ela vai começar o serviço a partir dia Primeiro de Maio.


Vamos por partes. Júnior Hostins não está contra o governo e muito menos a favor dos que fazem o serviço hoje, os quais poderão perder os empregos, se não forem aproveitados pela Anjos. Hostins está apenas, como político, num faz de contas dentro da Bancada do Amém.


Ora, se o vereador quisesse colocar água no chope, não pediria essas informações, mas questionaria a fundamentação pela qual se permitiu Organizações Sociais ou Cooperativas participarem desse pregão. A Anjos da Vida ganhou no jogo jogado. Mais do que isso, tudo foi permitido pela área de licitações da prefeitura que rejeitou este questionamento legal de uma das pretensas concorrentes, venda de Campinas SP.


Questionar agora os custos não é mais do timming para estes tipos de questões. É colocar uma cortina de fumaça num assunto já superado. A não ser que se trata realmente de um jogo onde se levanta a bola para o outro chutar.


Hostins de posse dos dados dirá que é mais econômico, que Kleber e os "çabios" acertaram, que lamenta não ter havido mais discussão e esclarecimentos, que agora, não resta outra alternativa do que seguir adiante, pois o verdadeiro resultado para a comunidade e os que sofrem acidentes, será medido muito mais tarde.


E para caminhar para o encerramento.


Se o requerimento de Hostins é para valer, ele está dando um atestado público de que não fala com o prefeito, de que não tem acesso ao que se decide na prefeitura e que nunca foi líder de Kleber, a ponto de se sacrificar à sua própria eleição - e os números de 15 de novembro do ano passado confirmaram isso - para salvar a pele do prefeito naquela CPI da drenagem da Rua Frei Solano.


E há gente inocente entre os servidores inconformados com esta terceirização, achando que Hostins mudou de lado. Meu Deus!


Outro indicativo de que Hostins cumpre tabela neste assunto, é quando manda espalhar na mídia de que está tomando alguma atitude, requerendo informações que as devia ter de sobra, a qualquer momento do dia e bem antes do acontecido. Impressionante!


Na verdade, Hostins está falando com o seu próprio eleitorado, mas em algo que não poderá mais mudar, pois ao tempo que isso era possível, não teve acesso ao processo, e se teve não agiu, nem dimensionou à repercussão.


Enfim, neste caso, a vaca já atolada no brejo. Não é Hostins que vai desatolá-la. Entenderam, ou precisa desenhar? Acorda, Gaspar!