Buscar
  • Herculano

QUEM SÃO OS QUE ACESSARAM O AUXÍLIO EMERGENCIAL EM GASPAR?

O Tribunal de Contas da União indicou em setembro do ano passado que, pelo menos 101 servidores da prefeitura, autarquias, fundações municipais e da Câmara de Gaspar acessaram, em algum momento, pelo menos uma parcela do "Auxílio Emergencial", criado pelo governo de Jair Messias Bolsonaro, sem partido, a pobres, sem empregos ou mínima de capacidade de sustentação na pandemia da Covid-19.


O TCU mandou apurar, devolver o indevido e punir os espertos.


Este "auxílio" só podia ser acessado sob algumas regras e condições bem claras. Elas foram burladas por estes 101 instruídos e não elegíveis, ou seja, por gente sabida que tinha consciência do que estava fazendo.


Em Gaspar, todos os políticos e gestores públicos, ainda estão quietinhos sobre este indecoroso, grave e criminoso assunto. Não desmentem, não dizem o que fizeram, ou estão fazendo, e se estão - como - punindo tais servidores.


No início, até surgiram nomes nas redes sociais. Providencialmente, os infratores mandaram avisar que processariam quem revelasse à cidade eles no rol dos criminosos. Ou seja, a lei protege os ladrões dos nossos pesados impostos sob o silêncio da sociedade, imprensa e políticos.


Quando o gestor público se omite, ou esconde diante de fatos dessa natureza, na verdade, ele está punindo também a maioria honesta que trabalha para a cidade, cidadãos e cidadãs, sem burlar leis e regras para ter vantagens para si próprio. Acorda, Gaspar!