Buscar
  • Herculano

QUE TAL PRIVATIZAR A DITRAN?



Sexta-feira. Final de mês. Véspera de feriado. O trânsito parado no Centro da cidade de Gaspar. Para os que vêm de Blumenau, tudo começa no Bairro Figueira. Para os que vêm pelas Avenidas Francisco Mastella, Frei Godofredo ou Rua Itajaí, a mesma lentidão por quilômetros.


As redes sociais bombando. Filmes, fotos, sugestões e críticas. Os políticos e gestores públicos fingindo que estão com seus smartphones desligados. Vão esperar o nervosismo passar para entupir as redes sociais com marquetagem governamental. Os aliados vão aplaudir e dar likes para garantir a boquinha.


E não se trata de gente indo ou vindo para o litoral fora de temporada. Esse pessoal usa a BR 470.


Trata-se exclusivamente da mobilidade interna e urbana. Era e é tudo previsível. Há gargalos. É preciso mitigá-los. Só a Ditran e a área onde ela está subordinada, a poderosa secretaria da Fazenda e Gestão Administrativa do prefeito de fato, Carlos Roberto Pereira, presidente do MDB de Gaspar, que não percebeu.


O Anel de Contorno é apenas uma peça de propaganda eleitoral e a Ditran - Diretoria de Trânsito -, com três agentes que sobraram de tantos que foram congelados, licenciados e burocratizados, ocupada por empreguismo político partidário na sua gestão, não vai às ruas nem ao menos disfarçar de que está tentando ajudar os gasparenses. Acorda, Gaspar!