Buscar
  • Herculano

PLANTÃO DO BOMBEIRO BUROCRATA

É impressionante e asqueroso ouvir, por minutos, o pedido de socorro de um taxista de Gaspar, em auxílio hoje a um idoso vulnerável que caiu da sua bicicleta.


O pedido foi à Central dos Bombeiros Militares, em Blumenau. O telefonema daqui cai em Blumenau. Até ai, tudo bem. Uma suposta eficiência técnica que se tornou burocrática, desastrosa e sinalizadora de necessária e urgente correção.


O telefonema, revela despreparo, no mínimo, de quem gerenciou, ou tentou, esta ocorrência.


Se não era competência do Corpo de Bombeiros, o que é até compreensível, que então dissesse logo, ou encaminhasse o interlocutor com pedido de socorro ao lugar certo, ou alternativo para salvá-la, por suposta urgência diante do relato leigo.


O comportamento do bombeiro burocrata de Blumenau e que representa a corporação catarinense, que devia estar preparado para decisões, mancha os demais. Normalmente, os bombeiros - civis e miliares - são feitas e percebidas como salvadores de vidas.


Resumindo: há uma maçã podre neste cesto. O relato desse lamentável episódio você pode ler no portal do Cruzeiro do Vale.