Buscar
  • Herculano

NAATZ JÁ DEVIA TER A RESPOSTA QUE PEDIU AO GOVERNADOR



Na ida do governador Carlos Moisés da Silva, PSL, à Assembleia nesta semana e como parte da formalidade da abertura do Ano Legislativo, o deputado Ivan Naatz, PL, pendurou uma melancia no próprio pescoço. Funcionou. E apareceu!


Na sessão solene, ele ergueu um cartaz onde o governador, e todos, podiam ler: "Governador Moisés, cadê os R$33 milhões roubados dos catarinenses". Diversão dos fotógrafos; emplacou nas colunas, como aqui.


Não vou questionar nem à oportunidade e nem o teor da pergunta, pois eles estão albergados pela direito e à inviolabilidade de se expressar do deputado. Mas, questão central é se pergunta de Naatz deveria mesmo ter sido feita para o governador.


Naatz é quem propôs - e acertadamente - a CPI dos Respiradores. Ela está em curso.


Esses aparelhos foram comprados sob o signo da emergência da pandemia; provou-se o superfaturamento deles e quando chegaram, sob polêmica e atraso, a maioria, nem servia para a finalidade à qual foi adquirida. Naatz foi relator da sua CPI. Pintou, bordou e exagerou na teatralidade.


Conclusão: Naatz como relator da CPI - mais que qualquer outro - é quem tem a resposta que pede ao governador. Simples assim!


O governador até mandou apurar - tão logo soube - o que seus subordinados fizeram, supostamente sem o seu conhecimento ou ordenamento.


Isto foi o que o Ministério Público mandou dizer muito recentemente a Naatz, à CPI e à Assembleia. Pediu para excluir o governador do rolo. O cartaz de Naatz cheira à revanche e dor de cotovelo depois um revés importante de Naatz na tentativa de enquadrar Carlos Moisés na CPI dos respiradores e quando o governador consegue se mover do isolamento político em que se meteu por decisão equivocada e voluntária.


Se não foi isso que aconteceu na atitude de Naatz, foi esta exata impressão que Naatz, mais uma vez, passou ao distinto público. Ele é grandinho e sabe o que faz. Os votos da eleições de novembro passado lhes dizem muito isso. Parece que o deputado acha que resultado à prefeitura de Blumenau, foi apenas um acidente...