Buscar
  • Herculano

NA CONTRAMÃO DA ESTABILIDADE, GASPAR REGISTRA MAIS UM ÓBITO DEVIDO A COVID. AGORA SÃO 182 ALMAS



Esta informação você não lê, vê ou ouve na imprensa de Gaspar. Só quando é alguém do meio político, empresarial, religioso ou sobrenome tradicional. Agora, tombo de bicicleta e sem ferimentos, faz-se até manchetes. Incrível como se contribui para a imprevidência e à falta de cuidados contra a disseminação de uma doença que interna, causa sequelas, custa cara ao bolso de todos sugando os pesados impostos e pode até matar.


Já mostrei que Gaspar possui proporcionalmente o maior número de óbitos do Médio Vale do Itajaí, e que a alegação marota dos políticos e gestores públicos dela ser vizinha a Blumenau e supostamente dormitório de lá, é conversa para boi dormir. Então resta esconder a notícia e com isso, menos prevenção e mais contaminação e até, mais mortes.


O boletim epidemiológico de ontem da secretaria estadual de Saúde e o painel da Covid do seite oficial da prefeitura de Gaspar, atualizado ontem às 16h45min, confirmaram mais uma morte de residente no município devido as complicações causadas pela Covid-19. Agora o total chega a 182.


Em Ilhota que na semana passada atipicamente registrou óbitos quase todos os dias, o total está estacionado em 38.


Para se ter uma ideia da diferença de mortes entre municípios iguais e limítrofes a Blumenau, basta comparar Gaspar com Indaial: lá são 132 mortes até agora provocadas pelo novo coronvavírus. Segundo a projeção populacional do IBGE divulgada esta semana, Indaial cresceu até mais que Gaspar e possui agora 72.346 habitantes contra 71.925 de Gaspar.


Então, estamos nos cuidando menos, há menor sensibilização e menos informação. Falha a política de comunicação que prefere a marquetagem de pessoas com objetivos eleitorais. É só olhar o descontrole no controle da vacinação relatado em artigo anterior. Incrível! Acorda, Gaspar!