Buscar
  • Herculano

MANCHETE DO CRUZEIRO RATIFICA O QUE MEUS LEITORES JÁ SABIAM...


Cemitério de Gaspar


Na edição impressa desta sexta-feira do jornal Cruzeiro do Vale, o mais antigo em circulação por aqui, uma manchete dele afirmou: "No Médio Vale do Itajaí. Gaspar é a cidade com maior percentual de mortes por Covid-19".


Lamentável resultado estampado. Nada de "azar". É o retrato da hipocrisia, discursos de políticos e poderosos que escondem os tristes números oficiais da cidade e cidadãos.


Mas, esta informação os leitores e leitoras deste blog -o líder em audiência e credibilidade -, autoridades - que o detestam quando se para seus defeitos contra a sociedade a que dizem representar ou servir - e imprensa local e regional, já sabiam disso desde o dia 19 de fevereiro, ou seja desde sexta-feira passada.


Sem ser o Cruzeiro agora, o resto da imprensa continua muda, apesar de todos os dados serem públicos para pesquisas e comparações. Impressionante! Estão com preguiça ou com medo de cutucar os poderosos da cidade e seus interesses políticos.


E as autoridades? Estão pinçando com os seus marqueteiros e "çábios", os números "bons" da desgraça que se descontrolou para que a imagem deles não se manchem na busca insaciável de votos dos analfabetos, ignorantes, desinformados, bem como na animação de seus cabos eleitorais.


Enquanto isso, os números ruins afetam os familiares dos doentes e mortos. Eles choram, muitas vezes sem velório e reconhecimento de gente comunitária merecedora de tais homenagens, como a servidora da Saúde, Rosa Maria Pereira.


Um voto perdido, apenas, faz as contas quem deveria preservar a vida de todos. Olha, já são 84 oficialmente e número reconhecido só depois de 48 horas dele estar disponível em painéis oficiais e anunciado aqui. Logo seremos 100 mortos. Meu Deus!


A pergunta que não quer calar é e não respondida até aqui por quem deveria ter a resposta: por quê os que moram em Gaspar morrem mais de Covid-19 do que os do resto do Vale? Acorda, Gaspar!