Buscar
  • Herculano

FIGURAÇÃO DE CABIDE POLÍTICO DA DITRAN DE GASPAR PERMITE QUE SE FAÇA TROÇA DA SINALIZAÇÃO INCLUSIVA

Este vídeo tem um narrador anônimo gasparense. E indignado. Ele mostra dois fatos fundamentais, cotidianos, repito, cotidianos, em ambientes públicos e privados em Gaspar.


Primeiro é para a falta de sensibilidade dos, ou das motoristas que, ao merecerem a carteira de habilitação, aprenderam que isso é infração. E nem precisavam aprender. É uma questão de educação; e de casa. Faltou não só respeito à sinalização, à lei, mas a pessoas com deficiência e idosos, ou seja, gente precisada, vulnerável. Inacreditável!


Segundo, é para a falta de ação de quem deveria educar, fiscalizar e punir, ou seja, a Ditran - Diretoria de Trânsito de Gaspar.


Não vou me alongar. É desnecessário. É bater em ferro frio. Não mudará. E era assim já no governo petista de Pedro Celso Zuchi, que chegou a anular multas de amigos.


Primeiro porque a Ditran é um cabide de emprego político e neste instante do segundo mandato do prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB, loteado ao PP. É tocada por gente de fora, inclusive. Há até relatos de perseguições internas.


Segundo, não há gente suficiente para fiscalizar, e isso até parece ser até proposital. E esta situação só serve aos poderosos e aos amigos do poder de plantão.


Terceiro, isso acontece dias depois da tal Semana Nacional do Trânsito, feita exatamente para a educação, sensibilizar e conscientização de cidadãos, cidadãs e habilitados a pilotar ou dirigir veículos motores. Por aqui, foi praticamente zero o gesto de educar, sensibilizar..., a não ser o público interno da Ditran, que de fato, não mais precisaria disso.


O resultado de tudo isso está aí. Assistam. Acorda, Gaspar!.