Buscar
  • Herculano

FALTA É TRANSPARÊNCIA

Ontem, quase noite, o site do Cruzeiro do Vale - e que mantém o link desta coluna nele - fez a seguinte chamada: "Atualização do coronavírus em Gaspar aponta mais uma morte".


E no texto, completou: "a prefeitura de Gaspar acaba de divulgar o boletim com a atualização dos casos de coronavírus em Gaspar. Conforme dados repassados no final da tarde desta segunda-feira, dia 4 de janeiro, mais uma gasparense morreu vítima da doença e agora a cidade chega aos 71 óbitos".


Não é verdadeira, mais uma vez, a informação oficial da prefeitura de Gaspar. Faltou, novamente, transparência dos governantes para com a sociedade. Isto é muito comum nesta área da Saúde Pública e pela indicação da nova titular da pasta que tem o maior orçamento, nada vai mudar. Ela terá que dançar a música do maestro que fica por detrás dos panos.


Volto. Os meus leitores e leitoras já sabiam das 71 mortes - sonegadas oficialmente no Painel da Covid-19 de Gaspar até ontem a tarde, desde, vejam só, dia 31 de dezembro de 2020, ou seja, quinta-feira da semana passada. Estamos em 2021.


E se esta morte constava do Boletim Epidemiológico da secretaria de Saúde de Santa Catarina do dia 31 de dezembro, é porque este óbito, no mínimo, ocorreu na quarta-feira da semana passada e não foi contestado pelas autoridades de Gaspar e por isso se consolidou no boletim estadual. Acorda, Gaspar!