Buscar
  • Herculano

UTI FECHADA. EM DIA DE 16 ÓBITOS POR COVID-19 EM SC, UM DELES É MORADOR DE GASPAR. AGORA SÃO 193.

Atualizado: 21 de out. de 2021



Atualizado às 7h35min de 21.10. Mais um exemplo da marquetagem dos "çábios" louvando só as supostas "coisas boas" da administração municipal aos analfabetos, ignorantes, desinformados e obrigados pelas tetas que recebem no multipartidarismo de coalizão. E como se esconde os fatos reais que precisam ser enfrentados, mas que podem comprometer à imagem de super-herói dos políticos no poder de plantão.


Como escrevi ontem à noite, sem qualquer anúncio e explicações oficiais, Gaspar fechou nesta semana dez leitos de UTI para a Covid. É o que registra silenciosamente o Painel da Covid do site oficial da prefeitura de Gaspar desde terça-feira. Eram 20 leitos. Era um exagero de disponibilidade e gastos de manutenção para uma baixa ocupação. Já tinha escrito isso aqui.


Agora são os dez iniciais. E destes, só dois leitos da UTI de Covid - UTI que se quer transforma-la em definitiva - estão ocupados. E dos 12 leitos clínicos, para a Covid no Hospital de Gaspar, todos vazios.


Ou seja, daqui a pouco, à falta de ação efetiva dos políticos, dos gestores públicos, dos curiosos que gravitam nesta área sensível mas a serviço da politicagem, esses leitos de UTI para Covid serão fecham porque há baixa demanda e ela pode ser suprida por estruturas dos hospitais de Blumenau, Brusque ou Itajaí.


E a ideia da UTI definitiva vai para o saco.


A MORTE E A ALTA CONTAMINAÇÃO


Enquanto isso, o boletim epidemiológico da secretaria estadual da Saúde do início da tarde de ontem revelou que houve mais uma morte de morador de Gaspar em decorrência do novo coronavírus. Agora são 193 almas perdidas para a doença. O Painel da Covid do site oficial da prefeitura de Gaspar, atualizado às 18h08min, ainda permanecia o total de 192.


O que chama atenção é o total de gasparenses em isolamento 207. Alto demais, se comparado a Blumenau que ronda aos 300, numa população várias vezes superior. Se até na secretaria da Saúde de Gaspar há um surto tardio de Covid entre os seus funcionários, este fato por si só, revela à falha nos uso protocolos.


E se não houvesse a vacinação em massa, a situação seria caótica, dramática e o número de mortos que proporcionalmente já é um dos mais altos do estado, seria desastroso.


Como lembra a leitora Odete Fantoni, no comentário que postou neste espaço, na última sessão da Câmara, o vereador de oposição, Dionísio Luiz Bertoldi, PT, chamou à atenção para o não uso de máscaras em ambientes fechados, principalmente nas repartições públicas gasparenses.


O vereador lembrou, inclusive, que há uma lei aprovada prevendo à aplicação de multas para estes casos. Perguntar não ofende? Quem faz esta fiscalização? Quantas multas foram efetivamente aplicadas em Gaspar? Quem aplicou multas na própria Câmara a servidores, vereadores e convidados sem máscaras em sessões e no trabalho?


Casa de ferreiro o espeto é de pau. A lei existe. Mas é letra morta. E deveria ser antes de tudo da consciência das pessoas.


A lei existe, mas para aplicar aos adversários. Não custa lembrar que o próprio presidente da Câmara, Francisco Solano Anhaia, MDB, que fecha os olhos para os que não usam máscara no seu ambiente de domínio, foi o que impediu um suplente de vereador do PDT de assistir a uma sessão, porque ele, presidente, o dono do pedaço como ressaltou na época, e está gravado, não tinha sido avisado da presença do suplente. Era o protocolo. Acorda, Gaspar!


Em Ilhota o total de mortos de moradores de lá, permanece em 39.