Buscar
  • Herculano

DIAS DE INDIGNAÇÃO ENTRE OS ALIADOS DE KLEBER E OS QUE PAGAM A CONTA. VIRÁ QUESTIONAMENTO JUDICIAL



Atualizado às 10h10min.Os dois artigos de terça-feira bombaram nos acessos aqui e na reprodução nos aplicativos de mensagens POR QUÊ OS PROBLEMAS ÓBVIOS DA CIDADE NÃO SE RESOLVERÃO? PARA NÃO DESATAR NÓS ÀS ELEIÇÕES DESTE ANO! e principalmente em parte da resposta que ensaiei em outro título: AVISEI ONTEM: KLEBER VAI ACERTAR A VIDA POLÍTICA DO VEREADOR JOSÉ CARLOS EM VAGA DE CONCURSO. BINGO!


Por quê foi de indignação?


Porque ficou claro e nu de que enquanto a Saúde Pública está em desalinho contra a cidade e uma emergência de Saúde Pública diante do surto de gripe e Covid - e ontem se assistiu mais um capítulo com a vacinação -, o prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB, seus políticos e "çábios", priorizaram os arranjos locais para se armar às eleições deste ano.


Mal comparando, é como se a sua casa estivesse sendo invadida por uma enchente - para usar uma figura que conhecemos bem por aqui - e você decidisse que a festa continuaria mesmo assim, colocando em risco, a integridade de quem estivesse lá.


Descobriu-se que a prioridade não era esvaziar o Pronto Socorro do Hospital pelo atendimento, de fazer voltar a funcionar os postinhos dos bairros até então em férias coletivas - o do Centro não, mas fechava para o "almoço" -, ou ampliar os pontos de vacinação ao invés de ficar trocando de lugar a todo momento e causar os transtornos vistos ontem e revelados em PREFEITO LEVANTOU CEDO, MAS NÃO FOI VER A "ZONA" QUE SUA SECRETÁRIA DA SAÚDE TRANSFORMOU A VACINAÇÃO.


Era, pasmem, o de dar emprego a quem já o tem, como o vereador, a José Carlos de Carvalho Júnior, MDB, como técnico, repito, técnico em Vigilância Sanitária.


Tinha mais nesta mesma linha, entretanto, diante da repercussão negativa da terça-feira, algumas outras mexidas - que não incluía à troca da titularidade da secretaria de Saúde para alguém com experiência, conhecimento e liderança na área - "pararam", exatamente para evitar um desgaste ainda maior do governo.


Entre elas, estava a ida do vereador Francisco Solano Anhaia, MDB, para o Samae. Ficou prefeito diante de férias fakes dos titulares e esperava a sua indicação ao Samae para esta semana. Não deu ainda.


Com esse movimento, Kleber, Anhaia e o MDB querem abrir uma vaga prolongada na Câmara para Norberto dos Santos, o Betinho, oriundo da Lagoa, Arraial do Ouro e parte da Margem Esquerda. Hoje ele é o primeiro suplente do partido com 634 votos, dez a menos do que fez a ex-secretária de Educação, Zilma Mônica Sansão Benevenutti.


O MDB elegeu quatro vereadores de uma Câmara de 13 vereadores.


Na terça e prosseguiu ontem, havia um misto de surpresa do governo e de Kleber pela repercussão naquilo que a cidade soube por aqui - um local que segundo os "çábios"que estão dentro e fora do paço, não possui leitura alguma na cidade, o que é mais surpreendente ainda então a queixa contra um blog que não é lido -, bem como de cautela para não imprimir a velocidade que se queria na composição política visando às eleições deste outubro.


Nas redes sociais, mas principalmente nos aplicativos de mensagens, com o compartilhamento, ou a reprodução massiva dos dois artigos do blog, havia nas observações, com claros e generalizado descontentamento.


Desta vez, ele alcançou, ou sensibilizou, até quem que vem apoiando a atual administração.


A ordem imediata foi inundar as redes com fotos e legendas de reuniões e "bons" números. Por enquanto, vale a percepção de que se está errando na prioridade e no resultado para a cidade, os cidadãos e cidadãs.


FALTA OPOSIÇÃO


Tudo isso que acontece no ambiente administrativo, é fruto direto da clara falta de uma oposição no ambiente político e partidário. Essa oposição, num ambiente de pluralidade, é aquela que ajuda à comunidade quando ela está sendo ameaçada pelos desmandos, ou falta de prioridade dos políticos e seus gestores para com a cidade.


Estão no governo de Kleber o MDB, PSD, PP, PDT e PSDB.


Sobrou quem?


PT, PL, PSL e DEM, para apenas falar nos que estavam supostamente organizados nas eleições de 2020 e vencidas folgadamente por Kleber.


Qual deles mesmo saiu em defesa da melhoria do sistema de Saúde Pública, de uma nova ordem para o Hospital de Gaspar, ou esclareceu a razão pela qual estão se dando as nomeações ao arrepio do que estava expresso no próprio edital? Ninguém!


Todos amoitados. E depois reclamam da falta de votos. Ficam de longe assistindo o circo pegar fogo, queimar o distinto público, e não esboçam gestos de salvação. Querem as cinzas, apenas.


É por isso, que Kleber e os seus estão dando espetáculos de pirotecnia. E estão se chamuscando. Os adversários, esperam que esses erros queimem Kleber e seu conjunto. Na última eleição essa espera e aposta não deu em nada. Só ampliou o abismo onde a cidade está metida. Acorda, Gaspar!


TRAPICHE


Ontem foi mais um dia de cão na área da Saúde Pública, especialmente na vacinação, em Gaspar. O prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB, madrugou como ensaiou na sua primeira postagem marqueteira nas redes sociais dele, mas não foi visto em nenhum lugar da cidade.


Os votos de fora serão mais importantes do que os daqui? Conselheiros de lá e "çábios" daqui unidos nos mesmos equívocos.


Não convidem para sentar na mesma mesa os irmãos de templo Kleber Edson Wan Dall, MDB e o médico cardiologista, ex-vereador, ex-presidente da Câmara, Silvio Cleffi, que migrou do PSC para o PP e ficou primeiro suplente.


Tem vereadora em Gaspar que usa o sufixo Saúde. Então está na hora de trocá-lo, ou então de sacudir as coisas no seu próprio governo. A técnica de enfermagem, Mara Xavier da Costa dos Santos, PP, precisa urgentemente olhar para seu posto de estimação, o do Santa Terezinha. É um dos piores, no maior bairro da cidade.


O vereador de Brusque com 1.099 votos e atual secretário de Assistência Social, Josimar dos Santos, que veio de Jaraguá do Sul como entendido de campanha para ajudar na eleição do atual prefeito José Ari Vequi, MDB, diz será candidato a deputado estadual.


O anúncio foi feito pelo vice-prefeito, o pastor Gilmar Doener, da Igreja Evangélica do Calvário, como parte do fortalecimento estadual do partido Democracia Cristã.


Pelo jeito, as conversas que os "conselheiros" da cidade de Gaspar, os "çábios" e o próprio Kleber tiveram com Luciano Hang e o Vequi para que isso não acontecesse, não deu muito certo.


Ou Vequi, experiente, sabe fazer contas e ler cenários de oportunidades no ambiente eleitoral e político. Por isso, sabe também que fiel por fiel, o seu fiel, é mais fiel.


A questão da nomeação do dentista e vereador José Carlos de Carvalho Júnior, MDB, como servidor efetivo de técnico em Vigilância Sanitária, na combalida secretaria da Saúde, já está devidamente registrada no Ministério Público.


E não foi em Gaspar, onde onde o poder de plantão bravateia por aí que possui uma proteção. E também não foi feita por nenhum político da oposição. Acorda, Gaspar!