Buscar
  • Herculano

COMO BOLSONARO E PAZUELLO DESTRUÍRAM UM EXEMPLO MUNDIAL



Em artigo publicado neste domingo no jornal Folha de S. Paulo (A vacinação contra o coronavírus virou bagunça no Brasil), o médico cancerologista Dráuzio Varella, mostra como o presidente negacionista da Covid-19, Jair Messias Bolsonaro, sem partido, e seu general (da ativa, o que impressiona por isso) subalterno, especialista em logística (mais impressionante, ainda) no Exército, Eduardo Pazuello, destruíram o Programa Nacional de Imunizações (PNI), o qual já foi referência mundial.


Dois parágrafos resumem bem o artigo e à avacalhação governamental contra a vida dos brasileiros e à razoabilidade para salvá-la, retomar milhões de empregos, a normalidade da economia e o debate das prioridades.


"Tem cabimento vacinar veterinários, terapeutas, personal trainers, escriturários de hospitais, antes dos mais velhos, que representam mais de 70% dos mortos? É justo proteger essa gente antes dos professores, dos policiais e de outras categorias mais expostas ao vírus?"


"Quando o Brasil mais precisava de técnicos treinados para executar a difícil tarefa de vacinar seus habitantes, única forma de reduzir a mortalidade e dar alento à economia, caímos nas mãos de um Ministério da Saúde fragilizado, dirigido por amadores". E sob a ordem unida do Capitão Cloroquina. Wake up, Brazil!