Buscar
  • Herculano

CÂMARA COM FRANCIELE "ACABA" EM MENOS DE TRÊS MESES COM VERBA DE REPRESENTAÇÃO EM DIÁRIAS E "CURSOS"



Inusitado. Em menos de três meses, sendo que em janeiro e parte de fevereiro deste ano a Câmara de Gaspar não teve qualquer sessão deliberativa - e feitas as contas só está trabalhando de verdade há 45 dias -, acabou com a sua verba de representação, cursos e treinamento - incluindo dos funcionários.


Só em diárias estão empenhados R$40.120,00 o que é quase mais do que o se gastou em todo ano passado e no limite para este 2022. Meu Deus!


Por isso, em ato inédito e emergencial, a presidente da Casa, a jovem Franciele Daiane Back, PSDB, por meio do Projeto do Projeto de Lei 14/2022 e que protocolou preventivamente no dia 24 de março.


Por este PL, ela está tirando R$100 mil do que seria destinado à "construção" da sede própria, verba fake que colocada lá só para chiste, porque ninguém a quer construir nenhuma sede para a Câmara, num pacto político que se possui há anos com o senhorio do prédio, onde os vereadores e funcionários estão ocupando instalações improvisadas. Estes recursos estão sendo transferidos para a conta "manutenção" do Legislativo.


Ou seja, pelo andar da carruagem, a Câmara de Gaspar está admitindo a possibilidade de se gastar no mínimo três vezes mais do que gastou em diárias, cursos e outros penduricalhos deste tipo no ano passado. Uau!


Resumindo: nunca se gastou tanto na Câmara com despesas de representação e atualização dos vereadores. E todos eles, sem exceção e partido, ficam incomodados quando se trata deste assunto aqui. Apesar dos números desses gastos serem públicos e os vereadores estarem obrigados à transparência, porque estão consumindo dinheiro dos pesados impostos dos gasparenses.


No outros veículos, este assunto não é exposto, não é debatido e muito menos questionado, por um fato simples: pressão e chantagem. Eles estão sujeitos a perderem, ou verem diminuídos, por qualquer alegação, as verba de publicidade.


Até o reiterado campeão de diárias, o vereador Ciro André Quintino, MDB, perdeu este titulo nestes primeiros meses da atual legislatura, exatamente para a presidente Franciele.


Ela já gastou R$4.036,00. Ela é seguida por Mara Lúcia Xavier da Costa dos Santos, PP, com R$3.978,00; Cleverson Ferreira dos Santos, PP, R$3.691,00; Zilma Mônica Sansão Benevenutti, MDB, R$3.574,00, Ciro com R$3.460,00; Amauri Bornhausen, PDT, R$3.345,00; José Hilário Melato, PP, R$3.287,00 e Alexsandro Burnier, PL, R$2;993,00.


Os demais vereadores não chegaram a R$ 1 mil cada um. E há pelos menos dois vereadores que não constam no rol de tomadores de diárias: Dionísio Luiz Bertoldi, PT e José Carlos de Carvalho Júnior, MDB.


Por outro lado, dois funcionários se destacam: o motorista Rui Donisete de Góis Vieira, com R$1.660,00 e Pedro Paulo Schramm com R$1.382,00. Entre os comissionados, a que soma o maior gasto de diárias é de Simone Carime Makki Voigt, R$2.004,00.


A mudança no comportamento na Câmara neste aspecto começou com mais longevo dos vereadores, José Hilário Melato. Ele ampliou - usando a lei - o número de vereadores de 11 para os atuais 13, e criou os assessores de vereadores e que se ampliaram posteriormente, e que por erro de concurso interno, aumentou-se o salário dos efetivos e diminui-se a carga horária de trabalho por isonomia, e dai em diante, nada mais foi comedido.


Fala-se de Brasília, mas nega-se olhar para Gaspar onde o problema é exatamente igual no uso do dinheiro público com o amparo da lei.


O ex-presidente Francisco Solano Anhaia, MDB, por exemplo, tentou criar o "Vale Marmita", de R$450. E recuou em uma semana diante da má repercussão e pressão do eleitorado. Neste ano, o novato Alexandro Burnier, PL, tentou criar o "Vale Combustível" de R$80 por mês. A ideia nem chegou a ser formalizada. Os próprios simpatizantes de Alexsandro, nas redes sociais detonaram a ideia dele. E o vereador recuou.


Mas, as brechas e pegadinhas estão soltas e se pode fazer por canetaços da mesa diretora da Câmara.


Foi o que aconteceu com Anhaia. Veja os quadros abaixo. De uma hora para a outra, e sob o silêncio dos vereadores que são os beneficiados e da imprensa que não vigia nada e se vigia, estão amordaçada neste assunto, Anhaia aumentou os valores das diárias.


Anhaia, por orientação da equipe do prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB, e só para ferir o ex-aliado, irmão de templo evangélico, e que se tornou presidente da Câmara à revelia do esquema de poder em Gaspar, o médico Silvio Cleffi, ex-PSC, e hoje primeiro suplente do PP, mas sufocado politicamente pelos donos da política gasparense, foi radicalmente contra as propostas de Silvio para ampliação da estrutura de suporte da Câmara.


O mesmo Anhaia, na cadeira de presidente e com a caneta, fez com que os lanches das diárias dos vereadores e funcionários em Santa Catarina - coincidentemente onde mais circulam de R$50,00 para R$58,00; o almoço e o jantar, cada um, de R$150,00 para R$173,00; e o pernoite de R$400,00 para R$481,00. Acorda, Gaspar!



TRAPICHE

Hoje, Dia Mentira, até às 23h59min é o último dia para as filiações, troca-troca de partidos dos que querem ser candidatos a qualquer coisa em outubro deste ano.


A partir de amanhã começa o outro jogo, as amarrações, negociações e vai se conhecer os primeiro perdedores que nem chegarão a outubro. Só então começo a esclarecer mais estes jogos. Até aqui, a imprensa estava sendo usada pelos espertos de sempre para os seus ensaios. Vergonha.


O histórico PSDB virou um caco. Geraldo Alckmin é o mais novo amiguinho de Luiz Inácio Lula da Silva e do PT. João Dória, o que não consegue sair do traço nas pesquisas virou chantageador. E o ex-governador Eduardo Leite, excelente gestor como provou no Rio Grande do Sul, provou ser um mau perdedor e está sendo usado por gente velha do partido.


As viúvas e viúvos do juiz Sérgio Moro, que saiu do amorfo Podemos para o que se diz ser alguma coisa, União Brasil, união do DEM com o PSL, estão inconformados com a sua suposta desistência.


Há os que acreditam que é apenas um sinal do ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança de Jair Messias Bolsonaro, PL, para que outros concorrentes percebam que não possuem musculatura para se tornarem a esperada terceira via e ele ressurja como candidato, sem apoio necessários para se tornar competitivo.


A verdade é que Moro é temido pelos políticos, quase todos comprometidos em maracutaias. Ele é um problema para as alianças. Gente suja não o quer. E ele limpo, não pode estar do lado de gente suja. Então não há liga.


Calamidade. Desumanidade. Sabe quantos cirurgias estão atrasadas na região abrangente pela Associação dos Municípios do Vale Europeu? Mais de 11 mil, segundo o presidente da entidade, o prefeito Arão Josino. E ele convocou uma reunião para encontrar uma solução. Já Kleber Edson Wan Dall, MDB, quando presidente...


A compra do terreno da Furb no bairro Sete, levou a prefeitura a se explicar aos vereadores. Não tem dotação orçamentária. Um Projeto de Lei está criando um crédito de R$40 milhões para dar os R$10 milhões de entrada.


Ou seja, a prefeitura fez o negócio, mas não tinha dinheiro. Agora, vai tirar de coisa essenciais entre elas, o dinheiro para se fazer o esgotamento sanitário. Ou seja, para adquirir o terreno para a nova prefeitura, os gasparenses continuarão expostos à merda e o Rio Itajaí Açú cada vez mais poluído.


Da série, nada se cria, tudo se copia.


Das kombis que se tornam gabinetes móveis de vereadores, o leitor João Pedro Sansão, PT, manda-me informar que este assunto é antigo e recorrente. Há até encontros.


A foto ao lado é de Joinville e há uma fila, incluindo o gabinete de Lucas Pereira de Souza, PDT, (centro) que foi inclusive, vereador mirim por lá. Característica de todos: jovens