Buscar
  • Herculano

ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE NA VISÃO TORTA DOS PROTEGIDOS POLÍTICOS E QUE PODEM MUDAR O DESTINO DELA


Esta postagem é de domingo, consagrado ao Senhor, na rede social do secretário de Educação de Gaspar, o jornalista Emerson Antunes, de Blumenau, um curioso na área da Educação. Ele está aqui por indicação política do deputado estadual evangélico de lá, Ismael dos Santos, ocupando a vaga reservada PSD de Gaspar, no loteamento partidário do segundo mandato do prefeito Kleber Edson Wan Dall, MDB.


A foto mostra um suposto morador de rua na escadaria da Catedral de Blumenau, a igreja de São Paulo Apóstolo. Ele reparte a solidão e alimenta os pombos com suas migalhadas, provavelmente doadas por corações caridosos ou condoídos. O título da postagem foi a seguinte: "assim caminha a humanidade". Impressionante o desperdício.


"Assim caminha a humanidade" é a tradução do título do filme "Giant" (1956) interpretado pelo rebelde James Dean, morto em acidente em 1955 (é isso mesmo, ele morreu antes do filme ser liberado às telas). Nada a ver o tema do filme e com a observação do jornalista. Também é o título de uma letra de Lulu Santos e que republico ao final. Também nada a ver com a foto e a observação do homem público.


A foto revela uma chaga curável, no mínimo, tratável, se assim quisermos.


E a humanidade não caminha para o que quer o secretário de Educação de Gaspar. Só caminhará, se os cidadãos permitirem que políticos, líderes e gestores públicos abandonarem o senso de compaixão e inserção social, e se isolarem em ilhas onde poucos se salvam e uma maioria se sucumbe à humilhação, miséria, doença e morte.


Emerson é repetitivo neste tipo de escorregada na casca de banana. Ele faz questão de atravessar a rua para pisar nela.


Recentemente, causou o maior desconforto - comoção, teve sua cabeça a prêmio - possível ao comparar o ensino público estadual - não o dele que está em igual pé de desatenção segundo o último Ideb - com o privado, sendo ele, um secretário de educação pública, obrigado a diminuir o suposto fosso - visível e atestado nos números - que separa ambos. Vergonha.


Agora, ensaia pela segunda vez, este tipo de discriminação.


Ser pobre, ser alcoólatra, ser rejeitado, ser largado na rua - e ter pombos para repartir as sobras - não é um destino, mas um desafio para quem não é pobre, não possui vícios, pode ser amparado e consegue traçar e até alcançar objetivos.


É obrigação do homem público - e Emerson está metido há muitos anos em empregos públicos comissionados, todos pagos com os nossos pesados impostos -, reverter este quadro que ele diz ser o "caminhar da humanidade". Ou seja, a miséria é um destino.


Porque se assim for, um dia ele poderá estar neste mesmo caminho, afinal como ele diz, é assim que caminha a humanidade. Mas, exatamente está nas mãos de pessoas como ele, interromper esta visão tosca desse caminhar. Acorda, Gaspar!


"Assim caminha a humanidade", de Lulu Santos.


Ainda vai levar um tempo Pra fechar que feriu por dentro Natural que seja assim Tanto pra você quanto pra mim


Ainda leva uma cara Pra gente poder dar risada Assim caminha a humanidade Com passos de formiga e sem Sem vontade


Não vou dizer que foi ruim Também não foi tão bom assim Não imagine que te quero mal Apenas não te quero mais


Ainda vai levar um tempo Pra fechar o que feriu por dentro Natural que seja assim Tanto pra você quanto pra mim


Ainda leva uma cara Pra gente poder dar risada Assim caminha a humanidade Com passos de formiga e sem vontade

Sem vontade

Não vou dizer que foi ruim Também não foi tão bom assim Não imagine que te quero mal Apenas não te quero mais


Não te quero mais Não mais!


Não vou dizer que foi ruim Também não foi tão bom assim Não imagine que te quero mal Apenas não te quero mais


Grita! Não (Te quero mais) Como é que é? (Não mais!)


Não te quero mais Não, nunca mais!