Buscar
  • Herculano

ANOTAÇÕES DE MIGUEL TEIXEIRA VI

Atualizado: Fev 21


A Charge de Galhardo, na centenária Folha de S. Paulo, completada ontem, e onde fui correspondente catarinense - com Vânio Bosle, ele em Florianópolis -, por sete anos na década de 1970, mostra-nos nos traços simples, as diferenças pelos quais líderes buscam a proteção de seu povo.


Ontem, Jair Messias Bolsonaro, sem partido, depois de metralhar Sérgio Morro que simbolizava o combate a corrupção, usou o mesmo expediente para metralhar o liberalismo econômico, ao imitar Dilma Vana Rousseff, PT, e intervir na Petrobrás, como se ela fosse a culpada e não ele, pelos aumentos da gasolina, óleo e gás.


O que faz o preço dos combustíveis subirem, não é apenas o aumento do preço internacional - com o frio extremado em algumas regiões de consumo ou a retomada da normalidade econômica diante dos efeitos das vacinas -, mas principalmente à falta das reformas econômicas do seu posto Ipiranga, Paulo Guedes, sem autonomia e que elevou o endividamento brasileiros, trouxe insegurança ao nosso futuro e deixou o dólar ancorar essa incerteza e com isso se elevar ao redor dos R$5,50 . Wake up, Brazil!