Buscar
  • Herculano

O QUE A NASA, O DEPUTADO NAATZ E RODRIGO ALTHOFF TÊM EM COMUM?


Na coluna Olhando a Maré feita exclusiva e especialmente para a edição impressa das sextas-feiras do jornal Cruzeiro do Vale e ainda não disponível no portal do jornal pois isso é uma coisa interna do jornal -, trato do desconforto - e que não é de hoje - do engenheiro e professor universitário, candidato derrotado a prefeito de Gaspar, Rodrigo Boeing Althoff e com o seu padrinho e amigo, o deputado Ivan Naatz, PL.


A coluna repercutiu, e muito. Por conta disso, o deputado está correndo atrás das possíveis fontes. "É tudo mentira", reagiu. Aos cabos eleitorais daqui ele perguntou se a Nasa sabe da minha existência, da coluna e deste blog.


Da minha existência, provavelmente não. E nem faz sentido, pois deixei o "mundo da lua" há muitas décadas. Sobre a coluna no Cruzeiro, também não faz sentido a Nasa tomar conhecimento, pois não vai mudar a teoria da "relatividade", de Albert Einstein tão necessária para essa viagens a lua.


Baseado de que a coluna não tem nenhuma repercussão, o deputado Naatz está perdendo tempo com coisas e gente insignificantes. Eu não entendo, por isso, a razão de tanta preocupação. Ou agora o deputado também vai chutar cachorro morto.


E se não há nada de anormal na situação descrita e não houve repercussão em Florianópolis, Brasília e aqui, qual a razão para tantos telefonemas, mensagens, irritação e marcação de reuniões?


Entretanto, uma coisa é certa.


O Whatsapp restringiu a um por vez - normal é cinco - envio da foto da coluna devido ela ainda não estar disponível no portal do Cruzeiro.


E por quê?


Porque ela está sendo repassada e circulando com muita frequência.


E se isso fosse pouco, o Cruzeiro - o mais antigo - é líder de circulação e credibilidade, a coluna não social para fotos de políticos marotos em espaço caro e valorizado, bem como este blog independente do jornal, mas com link nele, por ferramentas disponíveis, é líder de audiência. Simples assim.